in

Além do menino Henry, Dr. Jairinho é indiciado por agressões contra outra criança

PUBLICIDADE

Jairo Souza Santos Junior, conhecido por sua alcunha política de Dr. Jairinho, foi oficialmente indicado por agressões a outra criança. Jairo já esta preso por suspeita de torturar e matar Henry Borel, filho de sua então namorada, Monique Medeiros.

Durante a investigação sobre a morte do menino Henry, a Delegacia da Criança e do Adolescente Vítima abriu inquérito para apurar as supostas agressões de Jairinho contra filha de uma namorada, com quem manteve relacionamento entre os anos de 2010 e 2013.

Hoje com 13 anos, a menina confirmou que era vítima de agressões. Tanto a vítima quanto a mãe, na época namorada de Jairinho, foram ouvidas em depoimento. Mesmo já estando preso, a polícia pediu um novo pedido de prisão preventiva contra Jairo, dessa vez pelas agressões cometidas contra a criança.

A menina, ouvida pela polícia, tinha 3 anos quando sua mãe começou relacionamento com Jairinho. A mãe, uma cabelereira, chegou a ficar noiva do vereador, mas se separou. A menina relatou pelo menos dois casos de agressão: quando foi pisada por Jairo em uma piscina, impedida de chegar a superfície para respirar e, em outra ocasião, quando teve a cabeça empurrada contra a parede do box do banheiro.

PUBLICIDADE

O delegado da DCAV, Adriano Marcelo Firmo França, afirmou que a menina tinha sintomas de pânico ao ter contato com Jairinho e que, quando a família percebeu, passou a não mais conviver com o vereador.

Por medo, a mãe da criança acabou não denunciando. Com o caso do Henry, ela criou coragem e acabou denunciando. Esse caso não tem nada a ver com o caso Henry, mas surgiu no bojo da investigação e serve para corroborar o perfil de violência do doutor Jairinho contra menores filhos das pessoas com quem ele têm relacionamento amoroso“, afirmou o delegado Felipe Curi.

PUBLICIDADE

Neste caso, a polícia entendeu que a mãe da criança foi vítima também de violência doméstica e não denunciou as agressões por medo. Nesse caso, ela não vai responder pelas agressões.

PUBLICIDADE

Jairo ainda é investigado em inquérito sobre supostas agressões a outra criança. O menino tem 8 anos hoje e é filho da estudante Débora Saraiva, com quem o vereador se relacionou em 2014. O menino afirmou, em depoimento, que Jairo chegou a colocar papel em sua boca e avisa-lo que não poderia engolir, quando deitou o menino e pisou sobre seu corpo. Este inquérito ainda esta aberto.

Via: noticias.uol.com.br

PUBLICIDADE

Escrito por Roberta R

Notícias diárias, cobrindo que acontece de mais interessante no Brasil e no mundo. Notícias curiosas, interessantes e cobertura dos famosos.